Recorde de acesso em:
09/05/2011
é de 923
Total Visitas Únicas: 2.670.281
Visitas Únicas Hoje: 272
Usuários Online: 54
Sistema de Busca
Documento sem título

Newsletter Espacomaria
Receba nossas atualizações diretamente no seu Email - Grátis!
 

Artigos









Visto: 1298 - Impresso: 37 - Enviado: 11 - Salvo em Word: 2
Postado em: 11/07/13 às 09:59:56 por: James
Categoria: Artigos
Link: http://www.espacomaria.com.br/?cat=8&id=4183
Marcado como: Artigo Simples
Ver todos os artigos desta Categoria: Artigos

Sejam louvados Jesus e Maria !
Caros sacerdotes, caros amigos em Cristo. No inicio deste encontro desejo saudá-los com todo o coração. O meu desejo neste breve tempo com todos vocês é dividir com vocês aquilo que é mais importante, as mensagens mais importantes com as quais Nossa Mãe nos convida durante estes 32 anos. Desejo aproxima-los destas mensagens para que vocês possam vive-las melhor e as melhor compreender.


A Mãe vem até nós, nos fala de maneira muito simples. Nos fala de maneira simples para que possamos melhor compreender e melhor viver as mensagens. Uma das primeiras mensagens que Nossa Senhora transmitiu ao mundo através de nós foi: “Queridos filhos, Eu venho até vocês porque desejo dizer-lhes que Deus existe. Decidam-se por Deus, O coloquem em primeiro lugar em suas vidas. O coloquem em primeiro lugar em suas famílias. Junto a vocês se encaminha (dirige) um futuro. Vocês aqui nesta terra são apenas peregrinos. Por isto, Decidam-se por Jesus”. Nossa Senhora vem até nós e dirige-se ao mundo inteiro. Dirige-se a todos os Seus filhos. A Sua mensagem é uma mensagem universal, para todos os Seus filhos. Nossa Senhora nunca disse: “queridos italianos, queridos americanos ...” ou qualquer coisa assim. Não fala somente a um país. Ela sempre que se dirige a nós, dirige-se a todos os Seu filhos. A cada inicio das mensagens Ela diz: “Queridos filhos Meus”  porque Ela é a Mãe, ama a todos nós, todos são importantes para Ela. Não existem rejeitados. Ela é a Mãe e todos nós somos Seus filhos.

Verdadeiramente, durante estes 32 anos, a Mãe nos ama tanto, nos quer tanto bem. Muitos de vocês vieram aqui com os próprios sonhos, os próprios desejos, com problemas. Vieram aqui para colocarem-se no abraço da Mãe. Encontrar perto Dela a segurança e a proteção. Vieram aqui para dizer-lhe “Mãe, reza por nós e intercede diante de Seu Filho por cada um de nós”. Vieram aqui muitos de vocês famintos, famintos de paz, da famintos de amor, famintos de verdade. Mas principalmente viemos aqui porque estamos famintos de Deus. Somente em Deus está o amor, a alegria. Em Deus encontra-se a nossa paz. Jesus disse: “Venham a mim todos os que estão cansados”.

Viemos aqui até a fonte, viemos aqui para repousar. Para repousar em Jesus. Em uma mensagem Nossa Senhora disse: “Queridos filhos, Me envia o Meu Filho. Quero ajuda-los, quero guia-los. Queridos filhos, se soubessem o quanto os amo, o quanto os quero bem, vocês poderiam chorar de alegria”. Assim é grande é o amor da Mãe.

Não gostaria que vocês me vissem como um santo, como um perfeito porque não o seu. Eu me empenho, me esforço de ser mais santo, de ser melhor. Este é o meu desejo, Este desejo está profundamente impresso em meu coração. Eu não me converti assim em um momento, de um só golpe, se diariamente vejo Nossa Senhora. Eu sei que a minha conversão é um processo, um programa para a minha vida. Eu devo perseverar neste programa, devo mudar a cada dia neste programa. A cada dia deixar o pecado e o mal, abrir-me à paz, abrir-me ao Espírito Santo e assim crescer na santidade.

Porém, nestes 32 anos, uma pergunta de maneira constante faço dentro de mim. A pergunta é: “Mãe, porque logo eu ?”, “Mãe, não tinha alguém melhor do que eu ?”, “Mãe eu poderei fazer, concluir  tudo aquilo que a Senhora quer de mim, da maneira que a Senhora quer ?”, “Mãe, a Senhora está contente comigo ?”. Não tem um dia, nestes 32 anos, em que esta pergunta não seja feita dentro de mim.

Uma vez perguntei a Nossa Senhora: “Mãe, porque logo eu ? Porque escolheu justamente a mim ?” Ela fez assim um belíssimo e doce sorriso e me respondeu: “Saiba, querido filho, que Eu nunca procuro os melhores”.

Então, fazem 32 anos que Nossa Senhora me escolheu. Escolheu-me para ser um instrumento em Suas Mãos, nas Mãos de Deus. Para mim, para a minha vida, para a minha família, este é um grande, grande dom. Mas ao mesmo tempo é uma grande responsabilidade. Sei que Deus me confiou tanto, mas sei que muito espera de mim. Eu sou completamente consciente desta responsabilidade e com esta responsabilidade vivo todos os dias.

Porém, creiam-me, não é fácil, não é simples estar com Nossa Senhora todos os dias, falar com Ela todos os dias, e depois retornar a esta terra e viver aqui sobre a terra. Estar com Nossa Senhora todos os dias significa estar no Paraíso todos os dias, contemplar a luz do Paraíso. Se vocês pudessem ver Nossa Senhora por apenas um segundo, digo por apenas um segundo, não sei se a vida de vocês seria interessante depois sobre a terra. Depois de cada encontro diário com Nossa Senhora, preciso de algumas horas para retornar à realidade deste mundo.

Quais são as coisas mais importantes a quais Nossa Mãe nos convida ? Quais são aquelas mensagens mais importantes ? Eu desejo, de modo particular, evidenciar estas mensagens centrais através das quais a Mãe nos guia: mensagem de paz, mensagem de conversão de retorno a Deus, mensagem de oração com o coração, mensagem de jejum e penitência, mensagem da fé forte, mensagem de amor, mensagem do perdão, mensagem que nos convida a Santíssima Eucaristia, mensagem de convite a leitura da Santa Biblia e mensagem de esperança.

No inicio das aparições, em 1981, nos ajoelhamos diante a Ela e a primeira pergunta que fizemos a Ela foi: “Quem é Você Como se chama ?” Ela respondeu: “Eu sou a Rainha da Paz. Eu vim, queridos filhos, porque Me manda Meu Filho para ajuda-los. Queridos filhos, paz, paz, somente a paz. Que a paz reine no mundo. Queridos filhos, a paz deve reinar entre os homens e Deus e entre os homens. Desejo repetir-lhes ainda mais uma vez este convite: a paz deve reinar entre os homens e Deus e entre os homens. Queridos filhos, este mundo, esta humanidade encontra-se de frente a um grande perigo: corre o risco da auto-destruição”. Estas foram as primeiras palavras, as primeiras mensagens que entre o segundo e terceiro dia, Nossa Senhora transmitiu através de nós videntes para o mundo. Através destas mensagens nós descobrimos qual é o Seu principal desejo: é a paz entre os homens e Deus e entre os próprios homens.

A Mãe vem até nós como a Rainha da Paz. Quem pode saber melhor do que a Mae de quanta paz necessita a nossa humanidade assim cansada ? De quanta paz precisa o coração do homem ? Porque o coração do homem não está em paz com Deus, não está em paz com os homens. Sem a paz no coração do homem, não haverá também a paz no mundo. Não haverá paz nas famílias. Nossa Senhora nos convida tanto para a paz, para abrirmo-nos ao dom da paz, de rezarmos pelo dom da paz.

Nossa Senhora reza e vem até nós como a Mãe da Igreja e nos diz: “Queridos filhos, se vocês forem fortes, também a Igreja será forte. Mas se forem fracos, também a Igreja será fraca. Queridos filhos, vocês são a Minha Igreja viva. Vocês são os pulmões da Minha Igreja. Por isto os convido: retornem a oração em suas famílias. Que cada uma de suas famílias seja uma capela onde se reza. Queridos filhos, coloquem Deus em primeiro lugar nas suas famílias. Não existe uma Igreja viva, orante, sem uma família viva”.

Nós hoje nos perguntamos, discutimos porque não existem hoje vocações na Igreja. Existe uma crise de vocações. Mas podemos achar uma resposta. A resposta está nas nossas famílias, porque a família está sem a oração familiar. Mas Deus chama nas famílias. Nas famílias nascem os sacerdotes. Através da oração familiar, Deus nos chama.

Nossa Senhora disse que a família de hoje está espiritualmente doente. A família de hoje sangra. Não pode curar a sociedade moderna. Não se pode curar o mundo inteiro, se antes não curar as famílias. A família deve hoje deve ser curada antes de tudo.

A Mãe vem até nós e nos traz um medicamento, uma cura celeste. Traz a cura para as nossas dores. Ela quer curar as nossas dores. Ela quer enfaixar as nossas feridas, com tanto amor, ternura e calor materno. Ela vem até nós porque quer nos encorajar, nos consolar. Ela quer nos guiar em direção ao Seu Filho porque somente em Seu Filho Jesus está a nossa paz. Disse uma vez em uma mensagem: “Queridos filhos, hoje como nunca antes, o mundo de hoje, a sociedade atravessa uma crise profunda, mas a maior crise é a falta de fé em Deus”, porque nos distanciamos de Deus, nos distanciamos da oração, queremos criar um futuro sem Deus. “Queridos filhos, hoje a oração desapareceu nas suas famílias, os pais não tem tempo para os filhos, nem os filhos para os pais, também os pais não tem tempo para as mães e vice-versa”.  Não existe amor nas famílias, não existe fidelidade nos matrimônios”. Tantas famílias cansadas e destruídas. Dissolução da vida moral. Tantos abortos.

A Mãe nos convida a retornarmos a Deus. De colocarmos Deus em primeiro lugar. A Mãe vem até nós e deseja nos conduzir para fora desta escuridão, deste caminho cego. Nos quer mostrar um novo caminho, o caminho da esperança. A Mãe vem a nós como a Mãe da Esperança. Vem trazer a esperança para as famílias cansadas, para o mundo cansado. Ela nos diz: “Queridos filhos, se não existe paz no coração do homem, paz no âmbito familiar, desta forma não pode haver também paz no mundo. Por isto os convido: não falem de paz, mas comecem a viver a paz. Não somente falem de oração, mas comecem a viver a oração. Queridos filhos, neste mundo moderno existem tantas palavras. Por isto falem menos, façam mais, rezem mais. Queridos filhos, somente com o retorno da paz, da oração, vocês podem curar as suas famílias”.

Nós hoje muitas vezes na televisão e no rádio ouvimos a palavra recessão. Frequentemente ouvimos que o mundo se encontra em recessão econômica. Mas não é somente uma recessão econômico. O mundo de hoje encontra-se em uma grande recessão espiritual. Esta recessão espiritual produz todas as outras crises.

A Mãe vem até nós. Ela deseja reerguer esta humanidade pecadora. Ela vem até nós porque está preocupada com a nossa salvação e diz: “Queridos filhos, Eu estou com vocês. Eu venho a vocês porque desejo ajudá-los para que venha a paz. Mas, queridos filhos, Eu preciso de vocês. Eu junto com vocês posso realizar o projeto da paz. Por isto, queridos filhos, decidam-se pelo bem e lutem contra o pecado e contra o mal”.

A Mãe fala de maneira simples. Repete tantas vezes e não se cansa nunca. Como vocês, tantas mães presentes hoje neste encontro. Penso que milhares e milhares de vezes repetiram algumas frases. Quantas vezes disseram aos seus filhos: “sejam bons, estudem, trabalhem, não façam certas coisas porque não fazem bem..” mil vezes disseram estas frases a seus filhos. Espero que não estejam ainda cansadas. Qual a mãe entre vocês pode dizer que é tão sortuda porque disse apenas uma vez estas frases a seu filho e não precisou mais repeti-las. Não existe esta mãe. Porque toda mãe deve repetir. A mãe deve repetir para que o filho não se esqueça.

Também durante 32 anos, Nossa Senhora, a nossa Mãe Celeste faz conosco. Ela repete assim tantas vezes porque quer que nós não nos esqueçamos. Ela não veio até nós para nos trazer medo, para nos punir, para falar do fim do mundo, para falar da segunda vinda de Jesus. Nossa Senhora não veio com este desejo. Ela vem a nós como a Mãe da Esperança. De um modo especial, Nossa Senhora nos convida a Santa Missa e diz: “Queridos filhos, que a Santa Missa seja o centro da vida de vocês”. Em uma aparição, Nossa Senhora nos disse a nós : “Queridos filhos, se amanhã tivessem que fazer uma escolha, entre virem a Mim e irem até a Santa Missa, não venham a Mim, vão para a Santa Missa. Porque ir para a Santa Missa significa ir ao encontro a Jesus que se doa na Santa Missa, dar-se a Ele, abrir-se a Jesus, receber Jesus”.

Nossa Senhora nos convida a confissão mensal, de adorar o Santissímo Sacramento, de venerar a Santa Cruz. Nossa Senhora de modo particular também convida os sacerdotes a conduzirem e organizarem Adorações Eucarísticas em suas paróquias.

Nossa Senhora nos convida a rezar o Santo Rosário em nossas famílias. De modo particular, a lermos a Sagrada Escritura e disse em uma mensagem: “Queridos filhos, que a Bíblia esteja em um local visível em suas famílias. Leiam a Sagrada Escritura. Que lendo a Sagrada Escritura, Jesus possa nascer novamente em seus corações, em suas famílias”.

Perdoem os outros. Amem aos outros. De modo particular desejo evidenciar o convite ao perdão. Nossa Senhora durante estes anos nos convida tanto ao perdão. Perdoar a si mesmo. Perdoar aos outros e assim abrir o caminho ao Espirito Santo em nossos corações. Porque sem o perdão, não poderemos ser curados, nem espiritualmente, nem fisicamente, nem emocionalmente. De verdade, nós precisamos primeiro perdoar para que o nosso perdão seja santo, seja perfeito.

Nossa Senhora nos convida de modo particular à oração com o coração. Tantas vezes Nossa Senhora repetiu dizendo: “Rezem, rezem, rezem, Meus queridos filhos”. Não rezar somente com os lábios, de uma maneira mecânica, como uma tradição (costumeiramente), não rezar olhando o relógio para terminar logo que possível a oração. Nossa Senhora nos convida a oração com o coração, com amor e por amor. De coração para Coração. Que dediquemos um tempo ao Senhor. Porque rezar com o coração significa rezar com todo o nosso ser. Que terminemos a oração, com alegria e com a paz. Disse Nossa Senhora: “Queridos filhos, que a oração seja alegria, rezem com alegria. Aquele que reza não tem medo do futuro. Queridos filhos, se quiserem rezar melhor, devem rezar mais. Porque rezar mais é sempre uma decisão pessoal, mas rezar melhor é uma graça de Deus que é dada àqueles que rezam mais”.

Muitas vezes dizemos que não temos tempo para a Santa Missa, que trabalhamos muito, que estamos ocupados com diversas tarefas, que também não temos tempo nem para os filhos. Sempre quando devemos arrumar tempo para ir a Santa Missa temos problema. Nossa Senhora disse uma vez: “Queridos filhos, não digam sempre que vocês não tem tempo, porque o problema não é o tempo. Queridos filhos, o verdadeiro problema é o amor. Porque quando vocês amam uma coisa, sempre arrumam tempo para ela. E quando não amam uma coisa não tem tempo para ela. Se vocês tem amor, tudo será possível”.

Durante estes 32 anos, a Mãe nos guia com Amor e em direção ao Amor. Ela quer nos tirar desta morte espiritual. Quer nos acordar deste coma espiritual em que o mundo se encontra.

 Também nesta noite durante o encontro com Nossa Senhora, recomendarei todos vocês, e de modo particular todos os doentes presentes, e todos os sacerdotes das suas paróquias.

Escutemos a mensagem que Nossa Senhora nos deu ontem a noite (25/06/2013):

“Queridos filhos! Com alegria no coração, EU amo a vocês todos e os chamo a se aproximarem do MEU Imaculado Coração assim EU posso aproximar ainda mais vocês do MEU FILHO JESUS, e assim ELE pode dar a vocês a SUA Paz e amor que são alimento para cada um de vocês. Abram-se, filhinhos, à oração – abram-se ao Meu amor. EU sou sua mãe e não posso deixá-los sozinhos vagando e em pecado. Vocês são chamados, filhinhos, para serem Meus filhos, Meus filhos bem-amados, assim EU posso apresentá-los todos ao MEU FILHO. Obrigada por terem respondido ao MEU Chamado.”

Espero que nós responderemos ao chamado de Nossa Senhora. Que acolheremos as Suas mensagens e que seremos colaboradores na construção de um novo e melhor mundo. Um mundo digno dos filhos de Deus.

Espero que vocês durante a sua permanência em Medjugorje seja semeada uma boa semente e que esta semente ache um bom terreno e produza bom fruto.

Este tempo em que vivemos é um tempo de responsabilidade. Com responsabilidade acolhamos a Palavra de Cristo, a palavra do Santo Evangelho, acolhamos tudo aquilo que nos convida Nossa Senhora, porque aceitando as mensagens de Nossa Senhora, estamos também aceitando o Santo Evangelho.

Neste tempo em particular rezemos pela evangelização das famílias e do mundo. Que sejamos um sinal vivo. Não procurem sinais exteriores. Para ver algo, tocar algo, para nos convencermos. Nossa Senhora procura a hoje a cada um de nós. Para que sejamos, nós mesmos, sinais de uma fé viva.

Queridos amigos, que assim seja.

Gravado, transcrito e traduzido por Gabriel Paulino

 



www.medjugorjebrasil.com



       





Postado por: James - www.espacomaria.com.br em: 11/07/13 às 09:59:56 h.


Saiba como contribuir com nosso site:

1) O vídeo não abre? O arquivo não baixa? Existe algum erro neste artigo? Clique aqui!   [ Leia + ]

2) - Receba diariamente os artigos do nosso site em seu e-mail. Cadastre-se Aqui! é grátis!
 
3) - Ajude nossos irmãos a crescerem na fé, envie seu artigo, testemunho, foto ou curiosidade. Envie por aqui!

4) - Ajude a manter este site no ar, para fazer doações clique no botão abaixo.




LEIA TAMBÉM











Copyright 2006 - 2015 - www.espacomaria.com.br - Todos os Direitos Reservados - Santarém - Pará - Brasil
Desenvolvido por: ESPACOJAMES